Governo destina quase R$ 2 milhões para assistência de jovens no RS

A secretária Maria Helena Sartori pediu para os municípios se mobilizarem pelos jovens - Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini
Sepé Tiaraju 5 dezembro, 2018 Fonte: Palácio Piratini

Mais de R$ 1,9 milhão em recursos foram repassados pelo governo do Estado, nesta quarta-feira (5), a entidades de assistência social que atendem crianças e adolescentes no Rio Grande do Sul. O repasse é por meio de edital do Fundo Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Feca), que celebra a parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos e organizações da sociedade civil.

Serão beneficiadas 39 entidades, sendo 33 organizações não-governamentais e seis prefeituras, o que vai possibilitar aproximadamente mais de seis mil atendimentos diretos e mais 10 mil indiretos. No total, são R$ 1.932.263,05 de recursos autorizados por meio de edital. Partes dos recursos foram arrecadadas para o fundo através da campanha Escolha o Destino, que mobiliza os gaúchos a contribuírem com as entidades sociais através de doações que podem ser deduzidas do Imposto de Renda, dentro dos limites estabelecidos pela legislação federal.

“Nesses quatro anos de governo enfrentamos muitos desafios, tivemos muito trabalho, mas também muitas conquistas e legados, que ficarão para o Estado, para a sociedade e para as futuras gerações. Mas nenhum deles é mais importante que o legado social. É para as pessoas que o Estado tem que existir. São as ações sociais que mudam a realidade de quem mais precisa. Sem voluntários e sem solidariedade, a gente não modifica a situação social”, ressaltou o governador José Ivo Sartori.

A secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, lamentou os processos burocráticos que, segundo ela, causaram o pagamento tardio às entidades, como o período das eleições, mas reiterou a força do voluntariado e da campanha Escolha o Destino para mudar a realidade gaúcha. “Quando iniciamos o projeto (Escolha o Destino) foi muito mais pra mostrar para os municípios que cada um pode fazer sua parte, especialmente na criação de fundos para os idosos. Por isso, mobilizem seus municípios, criem seus fundos e façam a sua campanha. É muito mais fácil as pessoas colaborarem quando elas conhecem as entidades e o que pode ser feito”, advertiu Maria Helena.

Atualmente, cerca de R$ 400 milhões em impostos poderiam ser encaminhados para a assistência social. Apenas 1,6 milhão dos 11 milhões de gaúchos destinam parte da arrecadação para a campanha.

O agradecimento pela celebração foi oferecido principalmente ao Banrisul, Corsan, Conselho Regional de Contabilidade (CRCRS), Federação das Associações e Municípios (Famurs) e Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Sescon-RS).

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 17 fevereiro, 2019

    Bebianno diz que vai dar satisfações no momento certo

    O ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, disse no sábado que "quando acabar" sua participação no ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 17 fevereiro, 2019

    Comissões do Senado reiniciam atividades sob novos comandos

    Depois de uma semana de articulações dos líderes dos partidos políticos com o presidente do ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 16 fevereiro, 2019

    Sanderson defende a união nacional para a retomada do desenvolvimento

    Na primeira semana de votações na Câmara dos Deputados, Ubiratan Sanderson (PSL/RS) participou da aprovação ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.