FASA realiza intervenção artística e distribui “machistômetro”

Fotos: Thayan Lisboa
Sepé Tiaraju 10 março, 2019 Fonte: FASA

Surpresa, perplexidade, dúvida, confusão… Essas foram algumas das diversas reações de quem passou pelos corredores da Faculdade Santo Ângelo (FASA) na noite desta sexta-feira, 8 de março, Dia Internacional da Mulher. Em virtude da data, a Faculdade realizou uma intervenção artística que abordou a violência contra a mulher.

Voluntárias postaram-se caracterizadas como mulheres em situação de violência, no trajeto que os estudantes percorrem da entrada da Instituição de Ensino Superior (IES) até as salas de aula.  Agressões psicológicas e preconceituosas, de cunho racista, espancamento, estupro e feminicídio foram indicadas. A atividade foi organizada pela Coordenação do curso de Pedagogia da FASA.

“A violência contra a mulher já está tão naturalizada em nossa sociedade que são poucas as coisas que nos comovem. Por isso trouxemos para dentro da FASA essa intervenção. Para chamar a atenção. O 8 de Março que não é um dia de comemoração e, sim, um dia de luta. Não só hoje como todos os outros dias”, argumenta a coordenadora e professora da Pedagogia, Chana Beltramin.

O recado foi dado também em sala de aula. Após o início das aulas, os estudantes receberam um “machistômetro”, em formato de marcador de livro. De um lado, o material traz uma lista de 29 atitudes machistas que configuram violência contra a mulher, desde piadas ofensivas, passando por ameaças, destruição de bens pessoais, chegando a abusos e até o feminicídio. No verso do “machistômetro”, a mensagem de que não se deve banalizar ou naturalizar qualquer tipo de violência contra a mulher e, sim, denunciá-la.

De acordo com a professora, a instituição é um lugar importante para abordar o machismo e a violência praticada contra as mulheres.

“Aqui, formamos cidadãs e cidadãos que vão, depois, levar para o mundo o que aprenderam em sua formação. Por isso, no lugar de entregar bombons, cartão ou flores, fizemos esse ato. Nos colocamos à disposição dos nossos alunos e alunas, estendemos a mão a todos e nos colocamos contra qualquer tipo de violência cometida contra as mulheres”, enfatiza a coordenadora.

Também neste 8 de Março, a FASA teve sua representação nomeada no Fórum de Políticas Públicas – Pró Erradicação À Violência Contra a Mulher, iniciativa do Gabinete do Prefeito de Santo Ângelo, Coordenadoria Municipal da Mulher (CMM) e Ministério Público do Estado do RS.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 17 março, 2019

    Rotaract Club Santo Ângelo marca 13 de março na FASA

    A Faculdade Santo Ângelo (FASA) recebeu o Rotaract Club Santo Ângelo na última quarta-feira, 13 ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 17 março, 2019

    Reitor da UniRitter e pós-doutora da UFSM fizeram a aula magna do Direito noturno

    Após manifestações do diretor Acadêmico Marcelo Stracke e da coordenadora do curso, Charlise Colet Gimenez, ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 16 março, 2019

    Santo-angelense é a primeira fisioterapeuta com Síndrome de Down do país

    Luana Rolim de Moura, santo-angelense, é a primeira fisioterapeuta com Síndrome de Down no país. ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.