Estudantes da Escola Estadual Dr. Augusto Nascimento e Silva têm aulas no escuro

Foto: Cristiano Devicari
Sepé Tiaraju 1 maio, 2019 Fonte: A Tribuna

A Idade Médica ficou conhecida como o “tempo das trevas”, a era da escuridão. A palavra trevas remetida a esse período histórico pode muito bem ser utilizada para ilustrar a situação que vive grande parte dos alunos da Escola Estadual Dr. Augusto Nascimento e Silva que retornaram às suas atividades nesta segunda-feira, 29, após três dias sem aulas. Os estudantes estão tendo aulas em salas escuras, sem energia elétrica, com dificuldade até mesmo de visualizar os conteúdos passados no quadro negro. Uma situação incomum em virtude de um curto-circuito ocorrido na semana passada, que dificulta o trabalho do professor.

A Coordenadoria Regional de Obras do Estado esteve na escola verificando a situação e decidiu pela interdição do sistema elétrico diante dos riscos à segurança dos mais de 800 alunos que estudam no educandário.

A reportagem do jornal A Tribuna conversou, ontem, com alunos e professores para verificar essa realidade. Todos reclamaram das dificuldades enfrentadas pela falta de energia elétrica que reflete no desenvolvimento das atividades em sala de aula pela precária iluminação. Uma das professoras conta que os alunos vem tendo dificuldades de aprendizado. A matéria está sendo passada no quadro, mas os transtornos causados pela situação acaba afetando as aulas. “Sem luz não podemos ligar os computadores para elaboração e impressão de material didático para os alunos. Também estamos sem telefone para se comunicar. Quando necessário, temos que utilizar o celular particular. Também não podemos ligar os ventiladores em sala de aula. Hoje a temperatura está agradável, mas quando esquentar como vai ser?”, indaga a educadora.

ADMINISTRAÇÃO

Outra professora observa que a falta de energia também afetou o funcionamento normal da escola no que se refere a parte administrativa. “A administração funciona de forma provisória no Núcleo de Tecnologia Educacional que fica ao lado do Colégio Estadual Missões. Estamos tendo dificuldades de comunicação neste sentido. A situação gera vários transtornos, mas respeitamos a decisão que foi tomada.”

MERENDA ESCOLAR

A questão da merenda escolar também vem enfrentando dificuldade. Uma das professoras explica que a falta de energia impede o armazenamento adequado de alimentos perecíveis. “Em virtude desta situação está havendo restrições no que se refere à merenda escolar. Estamos elaborando a merenda com alimentos não perecíveis, com todo o cuidado necessário à segurança alimentar de nossos alunos. No caso de certos alimentos como a carne tem que ser adquirido no momento do preparo da merenda.”

DIREÇÃO

Em entrevista à Rádio Sepé Tiaraju, a diretora Susana K. dos Santos Fonseca, explicou que as aulas do ensino regular, dos turnos da manhã e tarde, estão funcionando na Escola Estadual Augusto Nascimento e Silva. “Já os alunos da Educação de Jovens e Adultos (Ensino Médio) foi transferido para o Colégio Estadual Onofre Pires e da EJA (Ensino Fundamental) passou para a Escola Estadual Esther Schroder. Em relação ao serviço de transporte escolar a diretora não soube informar como fica a situação dos estudantes com a mudança de local.

“Apesar das dificuldades, achamos por bem manter os demais alunos do ensino regular aqui no prédio para não complicar a vida de muitas famílias que os na escola. Vamos esperar que, em breve, saia a instalação. Temos esperança que tudo seja resolvido até a próxima semana. Fomos até a coordenadoria que encaminhou a Secretaria Estadual de Educação documento mostrando a nossa situação”, diz a diretora.

BUROCRACIA

Há mais de 10 anos a escola vem lutando para conseguir a substituição da rede elétrica precária pelos riscos que representava à segurança aos alunos, professores e funcionários. O projeto foi elaborado, a obra licitada com definição da empresa para execução do serviço. No entanto a obra não foi liberada pela Secretaria Estadual de Educação.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 21 maio, 2019

    Público presente na Rua de Lazer

    O tempo foi parceiro na realização da já tradicional Rua de Lazer, promovida pelo curso ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 20 maio, 2019

    URI comemora 27 anos de história

    A Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – URI, completa neste domingo, 19 ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 17 maio, 2019

    Corte no orçamento do IFFar Santo Ângelo é tema de Audiência Pública no Legislativo Municipal

    Na presença de docentes, estudantes e servidores do Instituto Federal Farroupilha (IFFar), uma Audiência Pública ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.