Estado e Federação das Santas Casas do RS buscam alternativas conjuntas para amenizar a crítica situação dos hospitais

Federação apresentou uma proposta de linha de crédito, junto ao Banrisul, que contém as seguintes características: valor R$ 450 milhões (soma dos valores atrasados de 2014 e cortes de 2015)
Lucas de Campos 13 julho, 2015 Fonte:

A Diretoria da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Rio Grande do Sul esteve em reunião na manhã de sexta-feira, dia 10, com o Secretário Estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis. Na pauta central, medidas para transpor o crítico momento das 245 casas de saúde sem fins lucrativos do Estado, solicitadas pelo próprio Governo em reunião anterior, ocorrida em 05 de julho.

Tendo em vista o aceno do Governo do Estado de que um financiamento é a única alternativa para o grave déficit financeiro vivenciado pelos hospitais filantrópicos, a Federação apresentou uma proposta de linha de crédito, junto ao Banrisul, que contém as seguintes características: valor R$ 450 milhões (soma dos valores atrasados de 2014 e cortes de 2015); com prazo de carência de 36 meses, pagamento em 96 meses com juros e encargos subsidiados pelo Estado.

“Esta não é uma solução para o subfinanciamento, entretanto, sendo viabilizada, permite a busca de melhores condições para a dramática situação que vivemos hoje”, afirma o Presidente da Federação, Francisco Ferrer.

O Secretário Gabbardo assegurou que irá realizar reunião com o Conselho Diretor de um Fundo de Financiamento (FUNAFIR), com o próprio Banrisul e Governo do Estado, com intuito de viabilizar a linha de crédito. Na reunião também ficou decidida a retomada do Grupo Técnico, constituído pela Federação e Secretaria, que envolvem discussões sobre programas e contratos dos Hospitais Filantrópicos. Sobre os pagamentos referentes à produção e programas específicos dos hospitais, que passaram a ser pagos com atraso, a partir de maio de 2015, o Secretário afirma que até o final deste mês, há possibilidade do pagamento integral relativo ao mês de junho. 

Ressalta-se que houve a confirmação da participação do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (CONASS), presidido pelo próprio Secretário Gabbardo, no “Dia D Nacional”, movimento das 1.753 Santas Casas e Hospitais Filantrópicos brasileiros, que tem como objetivo aumento de recursos da União para o financiamento do setor. O Dia D acontecerá em Brasília no próximo dia 04 de agosto. Aqui da região, esteve o presidente da Hospinoroeste, entidade que representa os 34 hospitais filantrópicos, Amauri Lampert, que definiu o encontro como produtivo, mas que não resolva o colapso vivenciado na saúde pública do Estado.  “ Na próxima quarta-feira, dia 15, às 9h30min. vamos novamente realizar uma assembleia geral da categoria na sede da Federação em Porto Alegre, para sintonizar as próximas ações diante da grave crise”, finaliza Lampert.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.