Deputado Osmar Terra alerta para indefinição quanto as reivindicações dos caminhoneiros

NULL
Lucas de Campos 9 abril, 2015 Fonte:

A audiência Comissão Externa sobre a paralisação nacional dos caminhoneiros realizada , na Câmara Federal, avaliou as reuniões entre o governo e entidades representativas do setor de transporte rodoviário de cargas. O deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS), relator da comissão presidida por Celso Maldaner, advertiu:Os caminhoneiros não querem uma reunião para marcar outra reunião, como aconteceu até agora. O governo não toma nenhuma atitude, o governo foge do debate. O assunto precisa ser resolvido no dia 22 de abril, senão eles voltam a paralisar o país.O parlamentar  reforçou a ideia que a tabela de frete mínimo é um assunto de alto risco:- Trata-se de lei do mercado e que cabem ações de inconstitucionalidade. É como preço mínimo do arroz. Alguém já viu ser praticado?Terra acha mais produtivo insistir no crédito subsidiado de R$ 50 mil, pelo BNDES, com juro reduzido para capital de giro dos caminhoneiros e acrescenta:Outro ponto fundamental é a retirada do imposto incidente no óleo diesel e sua transferência para outro setor como CSLL (Contribuição Social sobre Lucro Líquido) ou IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). É este o ponto principal que teremos para lutar, pois significa a redução e custos e um pouco mais de lucro para a categoria.Ficou acertado que no dia 14 de abril (terça-feira) haverá outra audiência pública da Comissão, com a participação de todas as partes envolvidas. Na oportunidade, poderá ser encaminhada alguma solução.

 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.