Deputado diz que Tarso esculhambou com as finanças do Rio Grande

NULL
Lucas de Campos 20 março, 2015 Fonte:

Para o presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, deputado Gabriel Souza (PMDB), o governo Tarso Genro mais do que aprofundou a dívida esculhambou as finanças públicas do Rio Grande do Sul.

A afirmação foi feita durante entrevista na manhã de hoje no programa Aldeia Global, da rádio Sepé.

O parlamentar se utilizando de metáfora, afirmou que a atual situação financeira do Estado, deixada pelo governo anterior, que agiu de uma maneira extremamente irresponsável, é conceituada como a política azar do goleiro.

Segundo Gabriel Souza, azar do goleiro é a política em que a pessoa vai gastando, gastando, gastando, comprometendo a receita do Estado até o ponto em que, num belo dia, a despesa ultrapassa a receita na balança.

Frisou que o governo José Ivo Sartori, recebeu uma herança maldita, pois o ex-governador era contra diminuir despesas. Isso quer dizer, pegava dinheiro que era para melhorar rodovias e colocava no caixa único, o que qualifica Tarso Genro como um governador marcado pela má gestão e irresponsabilidade fiscal.

Frisou que os dois decretos lançados ontem pelo governador Sartori, busca equilibrar as finanças públicas, economizando aproximadamente 1,5 bilhão de reais. O deputado Gabriel, falando aos servidores estaduais, disse que sempre será pago salário quando possível, e que quando não der será parcelado em duas vezes.

O deputado disse que o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha, deverá vir em abril ou durante a Fenamilho, em Santo Ângelo. Segundo Gabriel Souza, Padilha confirmou que foi renovada a concessão de 100% dos recursos do governo federal para obra do Aeroporto de Santo Ângelo, assim como inclusão de Santo Ângelo no Plano de Aviação Civil.

 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.