Deputada Zilá entende que faltou discussão para projetos específicos no Plano Estadual de Educação

O Plano Estadual de Educação, recém aprovado no Rio Grande do Sul, rende avaliações. Hoje pela manhã a deputada estadual Zilá Breitenbach, do PSDB, frisou que o planejamento ficou muito focado em assuntos periféricos.
Lucas de Campos 30 junho, 2015 Fonte:

 

O Plano Estadual de Educação, recém aprovado no Rio Grande do Sul, rende avaliações. A deputada estadual Zilá Breitenbach, do PSDB, frisou que o planejamento ficou muito focado em assuntos periféricos.Criticou o fato do Plano não ter debatido muito aspectos dos ensinos fundamental, técnico e superior. Além disso, a deputada observou a falta de detalhamento sobre dinheiro para desenvolver projetos do novo Plano Estadual de Educação. Zilá ainda acha que o Plano ficou muito longo, com 20 metas e mais de 400 estratégias. Já o Plano Nacional de Educação tem 260 estratégias. No entendimento da parlamentar do PSDB, em relação a escolas de tempo integral não houve muita discussão em torno de recursos financeiros.Sobre questões de verbas, Breitenbach disse que não se vê a presidente Dilma Roussef cortar gastos na essência do governo, mas apenas buscar mais recursos por meio de aumento de custos para o cidadão, como acréscimo no preço da energia elétrica e combustível. A deputada estadual também ressaltou que ontem, 29, fechou 1 trilhão de reais pago em impostos pelos brasileiros, o que demonstra o alto valor de tributos.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.