Delegado da DEFREC comenta operação que apreendeu 27kg de cocaína em São Luiz

NULL
Lucas de Campos 25 março, 2015 Fonte:

Duas pessoas foram presas no aeroporto do município

O delegado da DEFREC – Delegacia Especial em Furto, Roubo, Entorpecentes e Captura de Santa Maria, Sandro Meiners concedeu entrevista na manhã desta quarta-feira (25) à Rádio São Luiz e detalhou a operação que apreendeu 27kg de cocaína em São Luiz Gonzaga, no final da tarde de ontem.

Na ação ainda foram apreendidos 11mil reais em dinheiro, 3mil dólares, um revólver calibre 38, uma camioneta Pajero e duas pessoas foram presas.

De acordo com o delegado, a investigação iniciou há cerca de dois meses, a partir das informações de que drogas eram transportadas de São Luiz Gonzaga à Santa Maria. “Foram investigados os traficantes de Santa Maria, conseguimos evoluir e chegar em São Luiz, onde funcionava o depósito e a distribuição da droga para a região do município e Santa Maria”, citou.

Sandro Meiners ressaltou que a rota teria chamado a atenção dos policias devido o movimento intenso de cocaína, uma droga de preço elevado e que gera alta lucratividade aos envolvidos na rede do tráfico. Ele estimou que estes 27 kg apreendidos pudessem resultar em um preço final da venda em 1 milhão de reais.

A investigação continua, segundo Meiners, de forma que outras diligências estão em andamento e novas ações devem ser realizadas, também em Santa Maria. No entanto, não há um prazo para o procedimento.

Durante a noite de terça para quarta-feira, a Polícia Civil seguiu com buscas no depósito. O delegado mencionou o apoio de grande importância da equipe são-luizense, pois no momento das prisões apenas atuaram um grupo da DEFREC com quatro policiais, após a PC seguiu com as buscas minuciosas no local.

O tráfico

O aeroporto de São Luiz Gonzaga servia de passagem da cocaína. Em um depósito no local era armazenada a droga dentro de sacos de adubos, em seguida distribuída à região e Santa Maria.

Os carregamentos eram superiores ao que encontrado na operação desta terça-feira. O delegado apontou que a apreensão de dólares gera um indicativo de que a droga era oriunda de outros países, produtores de cocaína.

No momento da operação nenhuma aeronave estava aterrissando. O trabalho realizado foi de identificação.

Meiners comentou que o objetivo da ação era flagrar pessoas recebendo o produto que estava armazenado no local. Entretanto, mesmo sem a execução do plano em sua plenitude, a ação foi considerada positiva.

O aeroporto, por ser um local praticamente abandonado, facilitaria o trabalho dos crimonosos.

Outros envolvidos no fato estão sob investigação.

Fonte: http://radiosaoluiz.com

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.