Delegada Caroline Bamberg sustenta tese de suicídio de Odilaine Uglione

NULL
Lucas de Campos 27 maio, 2015 Fonte:

Em entrevista ao programa Aldeia Global, a delegada de polícia de Três Passos e que agora irá assumir a delegacia regional de Cruz Alta, Caroline Bamberg falou sobre o caso da morte de Odilaine Uglione.

         O caso da mãe de Bernardo, que a delegada defende a investigação que apontou ser por suicídio, intriga a família da vitima, que conseguiu agora junto ao Ministério Público e com decisão judicial a reabertura do caso, com a realização de um novo processo investigatório.

         A delegada de polícia, afirmou que o inquérito de investigação comandado na época por ela e pela atual delegada regional, Cristiane de Moura e Silva Braucks, apresentou a conclusão foi que ocorreu um suicídio.“Acho importante essa retomada das investigações para tirar qualquer dúvida que possa existir por parte da família da vitima”, afirmou.

         Odilaine Uglione morreu em fevereiro de 2010, junto ao consultório do seu marido, o médico Leandro Boldrini. O advogado da mãe de Odilaine Marlon Taborda, em entrevista a rádio Sepé, disse possuir 17 suspeitas contrarias a tese apontada pela polícia, de que a causa da morte foi suicídio.

         A delegada de polícia Caroline Bamberg, esteve ontem à noite em Santo Ângelo para participar do 18º Simpósio de Estudos Jurídicos promovidos pelo curso de Direito da URI. Ela falou sobre o tema investigação policial nos crimes cometidos contra crianças.

         A autoridade policial ganhou notoriedade nacional após investigar e colocar na cadeia os envolvidos na morte e desaparecimento do corpo do menino Bernardo, na cidade de Três Passos.

         Caroline, durante a palestra aos acadêmicos de Direito, destacou aspectos das investigações do caso Bernardo, oportunidade em que defendeu a rede de proteção à criança, dizendo que no caso do assassinato do menino teve falha pela falta de investimentos do poder público e não das pessoas. 

 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.