Coordenadora de Educação fala da reestruturação das escolas

Sepé Tiaraju 16 fevereiro, 2019 Fonte: A Tribuna

O Governo do Estado vem adotando medidas voltadas a reestruturação das escolas, observando a questão do espaço físico e o número de alunos em sala de aula. Essa ação da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) tem como foco a otimização e contingenciamento na rede estadual de ensino, promovendo o ensino com mais eficiência e menor custo. Nos dias 18 e 19 de fevereiro acontecem reuniões de planejamento e de formação continuada dos professores e no dia 20 de fevereiro começo das aulas. Já as matriculas poderão ser feitas até 29 de março nos 11 municípios da área de abrangência da 14ª CRE.

A coordenadora de Educação, Enida Salet, afirmou que vai seguir atuando no processo de reestruturação das escolas conforme definição do Governo do Estado. “Participei de reunião, no dia 7 de janeiro, com o Secretário Estadual de Educação, Faisal Karam. Recebemos dele a missão de continuar o processo de implantação destas mudanças. Estamos avaliando a situação de cada escola, observando a questão da estrutura e quantidade de alunos. Embora não haja ainda definições vamos seguir o que determina o Conselho Estadual de Educação. Temos uma legislação para cumprir e seguir as orientações do Departamento de Planejamento da Seduc”.

De acordo com a coordenadora, do 1º ao 5º ano ficou definido que no máximo até 25 alunos em sala de aula, e do 6º ao 9º ano uma média de 40 alunos, havendo espaço físico para isso. “Claro que isso varia de acordo com a estrutura do educandário se é um prédio moderno ou mais antigo. Sem espaço físico não tem como aglomerar. O controle do número de turma e o funcionamento de aulas diurnas e noturnas do Ensino Médio vai depender do resultado desta rigorosa avaliação”, diz Enida.

ENSINO MÉDIO

Conforme a coordenadora hoje Santo Ângelo conta com várias escolas de Ensino Médio como a Escola Estadual Augusto Nascimento e Silva; a Escola Estadual Abílio Lautert com Educação de Jovens e Adultos (noturno); o Instituto Estadual de Educação Odão Felippe Pippi noturno com Ensino Médio, Técnico de Contabilidade e Aproveitamento de Curso Normal; a Escola Esther Schroeder Educação de Jovens e Adultos; e ainda temos a Escola Técnica de Ensino Médio de Entre-Ijuís (noturna). Essas escolas passam por critérios de avaliação.

COORDENADORIA

O Governo do Estado pretende no processo de reestruturação na rede estadual de ensino reduzir o número de coordenadorias. Em relação à manutenção da 14ª Coordenadoria Regional de Educação, Enida Salet é cautelosa, mas pensa ser possível a continuidade tendo em vista a estrutura da coordenadoria e por estar localizada numa cidade que concentra inúmeros órgãos de governo estadual e federal. “A coordenadoria que tem mais de 66 anos passou por reestruturação ao longo de sua existência. Quando comecei eram 82 escolas e hoje 38. Isso mostra que o dever de casa foi feito. A nossa coordenadoria tem as condições necessárias para absorver outras escolas da região.”

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 17 março, 2019

    Rotaract Club Santo Ângelo marca 13 de março na FASA

    A Faculdade Santo Ângelo (FASA) recebeu o Rotaract Club Santo Ângelo na última quarta-feira, 13 ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 17 março, 2019

    Reitor da UniRitter e pós-doutora da UFSM fizeram a aula magna do Direito noturno

    Após manifestações do diretor Acadêmico Marcelo Stracke e da coordenadora do curso, Charlise Colet Gimenez, ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 16 março, 2019

    Santo-angelense é a primeira fisioterapeuta com Síndrome de Down do país

    Luana Rolim de Moura, santo-angelense, é a primeira fisioterapeuta com Síndrome de Down no país. ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.