Coordenador do PMDB das Missões confirma o nome de Enida Sallet para a 14ª CRE

Expectativa é que a nomeação seja publicada até a próxima semana
Lucas de Campos 9 janeiro, 2018 Fonte:

O coordenador regional do PMDB das Missões, Cleiton Rauber, que é vereador de São Paulo das Missões, confirmou nesta terça-feira, 9, que a professora Enida Lang Sallet assumirá o comando da 14ª Coordenadoria Regional de Educação (14ªCRE), com sede em Santo Ângelo. A informação que já havia circulado nos bastidores da política local, foi ratificada durante o Programa Aldeia Global da Rádio Sepé – AM 540, ao comunicador Hogue Dorneles.

Até a última sexta-feira, 5, a 14ªCRE estava sob o comando da professora Tânia Santiago, que é do PDT. Além da professora Tânia, a pedetista e professora Josefina Adams de Moraes, que comandava a 32ª CRE, com sede em São Luiz Gonzaga também foi exonerada na sexta-feira, 5.

De acordo com Rauber, para a 32ª CRE foram indicados os nomes dos professores Itamar Batista e Vitor Hugo Nascimento, ambos do PMDB. A preferência do PMDB das Missões seria por Vitor Hugo.

Rauber ressaltou que, a retomada destes cargos era uma reivindicação do PMDB regional, mas que não está ocorrendo para “aconchegar companheiros”, mas, sim porque os “titulares destas pastas não estavam trabalhando de acordo com o programa e com as metas do Governo do Estado”.

Conforme o coordenador Regional do PMDB, a coordenadora da 14ª CRE estava realizando “algumas manobras”, que não condizem com a atual situação do Estado. “A situação financeira que o Estado vive não permite que se tenha administradores ou coordenadores deste tipo, e com certeza havia a necessidade do ingresso de companheiros comprometidos com as metas do governo Sartori”, afirmou.

Ainda segundo Rauber, havia informações de que a então responsável pela 14ªCRE estaria remanejando professores em final de carreira a escolas com 100% difícil acesso (gratificação concedida a professores que atuam em escolas do interior ou distantes das cidades), para que se aposentassem com um salário melhor. “São realidades que a sociedade gaúcha não aceita, que o PMDB das Missões não aceita e vamos cobrar dos novos coordenadores da mesma forma”.

Rauber frisou que desconhece o objetivo deste tipo decisão, acrescentando que isto não é ilegal, mas, é, “totalmente imoral perante a sociedade gaúcha, pois, infelizmente a legislação permite esse tipo de ação”. “Acredito que isto tenha sido feito para agradar A, B ou C. O Governo do Estado precisa de atitudes sérias, para que o Rio Grande do Sul saia desta crise financeira em que se encontra”, afirmou.

A expectativa de Rauber é que a definição dos nomes que ocuparão estes dois cargos ocorra ainda nesta semana, ou no máximo, na próxima semana. Rauber explicou também que a definição de quem ocupará os outros cargos existentes nas duas CREs, como o de coordenador-adjunto, serão definidos entre os novos coordenadores, a Coordenadoria Regional do PMDB e os partidos da base aliada. “É preciso avaliar também o conhecimento, formação, currículo, experiência destas pessoas. Com certeza o coordenador vai querer se vale de pessoas eficientes e eficazes”, destacou.

Rauber falou também sobre os possíveis candidatos do PMDB na Região das Missões para a Assembleia Legislativa nas eleições de outubro.

São pré-candidatos para disputar uma das vagas como deputado estadual, o vereador de Santo Ângelo, Vinícius Makvitz, filho da ex-prefeita Nara Damião Makvitz; o ex-prefeito de São Pedro do Butiá, Pedro Birck; o vereador de Bossoroca, Leomar Manoel Ferreira e overeador de São Luiz Gonzaga, Aldimar Machado.

Encerrando, o coordenador Regional do PMDB, disse que o governador José Ivo Sartori pode ser candidato a reeleição. 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.