Comércio ainda não tem posição com relação ao horário de natal

NULL
Lucas de Campos 19 novembro, 2015 Fonte:

O atraso nas negociações entre o Sindilojas e o Sindicato dos Empregados do Comércio em Santo Ângelo, vem adiando as decisões em torno do horário de funcionamento das lojas durante o Natal.

Conforme o presidente do Sindilojas, Gilberto Aiolfi, a categoria aguarda uma negociação separada com os comerciários. No entanto, o Sindicato dos Empregados do Comércio diz que não pretende negociar o horário de Natal separando-o das demais cláusulas reivindicadas. Uma das reivindicações é o reajuste salarial de acordo com o piso do estado.

O Sindicato dos Empregados do Comércio vem negociando com o Sindicato Patronal desde maio o dissídio coletivo que estabelece o funcionamento do comércio e outras cláusulas que regram os direitos trabalhistas dos empregados.

De acordo com Cristian Fontella, presidente do Sindicato dos Empregados do Comércio, em maio foram apresentadas 72 reivindicações que visam garantir os direitos dos trabalhadores, o sindicato patronal apresentou contra proposta em setembro e pediu que a cláusula que garante o pagamento do piso do estado fosse retirada. “Diante disso, propomos ao sindicato que fossem mantidas as cláusulas já existentes antes destas reivindicações, e resolvemos deixar de lado as propostas, pois sabemos que a situação econômica atual não é favorável”, destaca.  

No entanto, a categoria não está disposta a negociar o horário de natal e continuar trabalhando com o salário antigo. “Cada um cede um pouco para que possamos chegar em um consenso, nós já cedemos um pouco, mas estamos no limite”, destaca Cristian. Para ele, não há possibilidade de fechar um acordo sem a garantia de um aumento salarial, que vêm sendo proposto há meses, ou um reajuste de acordo com o piso do Estado.

A categoria afirma ter uma proposta diferenciada que poderá beneficiar empresários e trabalhadores, mas aguarda para apresentá-la ao Sindilojas. 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.