Começa minirreforma da Catedral Angelopolitana

O coordenador da obra, Sérgio Secchi, e o vice-coordenador, Leo Schneiders, acompanham o andamento do trabalho desenvolvido pelo técnico de restauração, André Westhauser (Cristiano Devicari/AT)
devicari 6 Maio, 2018 Fonte: A Tribuna

Iniciou no dia 1º de maio a minirreforma da Catedral Angelopolitana. Técnicos da empresa ARS Restaurações de Salvador das Missões começaram a obra no frontispício da igreja que será limpado com jato de água. O coordenador da obra, Sérgio Secchi, e o vice-coordenador, Leo Schneiders, acompanham o andamento dos trabalhos.  A obra tem a autorização do IPHAE (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado).

O técnico de restauração, André Westhauser, explica que já foram instalados os andaimes para o restauro da torre do frontispício. “Essa é a parte mais desafiadora da igreja, tudo porque a pedra de arenito é muito delicada e todo cuidado é pouco na limpeza com jato de água”, observa.

O técnico salienta que o projeto prevê a também a restauração dos rodapés da Catedral, assim como toda a parte interna da igreja. “Iremos remover os dejetos de pássaros, principalmente andorinhas que entram na igreja. Utilizaremos um produto especial à base de cloro para a limpeza das paredes que não danifica a pintura e as gravuras em relevo de artes sacras”, diz.

Westhauser explica que a obra de restauro deverá ser concluída em quatro meses, mas tudo vai depender das condições do tempo. “Estamos organizados neste sentido e nos dias de chuva, que não pudermos efetuar o restauro externo, iremos atuar na parte interna da Catedral. Essa é uma forma de agilizar o processo” salienta.

O coordenador da minirreforma da Catedral, Sergio Secchi, explica que a empresa responsável por essa obra é a mesma que efetuou a revitalização da Catedral nos anos de 2006,2007 e 2008 sob a coordenação do Irmão Renato Koch. “É uma equipe especializada que hoje atua em obras de restauro em Morro Reuter, no Santuário do Padre Reus em São Leopoldo, na Igreja da Matriz em Garibaldi, entre outros locais”, conta.

RECURSOS

O vice-coordenador da obra, Leo Schneiders,  diz que a previsão é que o custo total da minirreforma deverá ser de cerca de R$ 200 mil. “Já temos parte dos recursos. O restante dos recursos necessários vamos obter com a promoção de quermesses da Paróquia Santo Anjo da Guarda que é mantenedora da Catedral, rifas, doações espontâneas e outras ações. Em junho, inclusive, estaremos realizando uma nova quermesse para arrecadação de fundos”, revela.

PÁSSAROS

Sérgio Secchi explica, ainda, que um grupo de trabalho está montando um projeto para ser implantado na Catedral, visando impedir a entrada das andorinhas nos acessos da igreja e assim garantir a conservação do patrimônio.  “Já utilizamos outras técnicas para evitar o acesso destes pássaros como o painel hipnótico, mas não deu certo. Agora estamos estudando outra possibilidade”, explica.

Notícias Relacionadas

  • devicari 26 Maio, 2018

    Diretoria da OAB Santo Ângelo estreita relações com instituições de Ensino do Direito

    A Subseção da OAB Santo Ângelo mantém estreitos laços com as instituições de Ensino Superior ...

    Leia mais >
  • devicari 25 Maio, 2018

    Acisa e CDL apoiam movimento caminhoneiros

    A ACISA – Associação Comercial e Industrial de Santo Ângelo e a CDL – Câmara ...

    Leia mais >
  • devicari 25 Maio, 2018

    Hospital da Unimed Missões adota medidas para garantir segurança dos serviços

    O Hospital da Unimed Missões publicou comunicado anunciando medidas a partir deste domingo, 27, para ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.