Com orçamento apertado, 94 prefeituras gaúchas cancelaram desfiles de carnaval

Cancelamentos do carnaval de rua
Lucas de Campos 20 janeiro, 2016 Fonte:

Até o final desta manhã, 94 cidades do Rio Grande do Sul decidiram cancelar os desfiles de Carnaval, em 2016, em função da crise financeira. O cenário de aperto fiscal levou gestores a suspenderem os desfiles a fim de priorizar repasses a serviços essenciais de saúde, por exemplo.

O balanço atualizado foi divulgado nesta terça-feira pela Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs). A entidade ouviu 118 prefeitos.

A lista das cidades gaúchas sem festividades de Carnaval, porém, não foi divulgada. A entidade entende que a publicidade dos dados pode ocasionar embates políticos entre parlamentares de situação e oposição.

Conforme a Famurs, as prefeituras gaúchas tiveram perda de R$ 956 milhões em 2015 relativa à redução em repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e do ICMS.

“A crise financeira que afeta os municípios atinge agora a cultura. Não investir no carnaval é uma decisão dura, mas necessária em um momento de poucos recursos”, lamenta o presidente da Famurs, Luiz Carlos Folador.

Medidas semelhantes também foram tomadas em cidades como Santa Maria, Giruá, Cerrito, Júlio de Castilhos, Putinga, Catuípe, Passo Fundo, Pelotas, Cruz alta e Santo Ângelo, por exemplo.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.