Colégio Onofre Pires também está com problema e aguarda substituição da rede elétrica

Sepé Tiaraju 4 maio, 2019 Fonte: A Tribuna

A precariedade da rede elétrica não é exclusividade da Escola Estadual Dr. Augusto Nascimento e Silva, que teve recentemente um curto-circuito, deixando muitos alunos em sala de aula no escuro. Tudo indica que outras escolas da rede estadual de ensino estejam passando pela mesma situação. O repórter Luis Cabreira, da Rádio Sepé Tiaraju, conversou na manhã desta quinta-feira, 2 de maio, com a diretora do Colégio Estadual Onofre Pires, Aneli Helena Cezimbra, que falou da sua preocupação com os riscos que enfrentam os alunos do educandário em decorrência da precariedade da rede elétrica.

A diretora lembrou que um fato semelhante ao que ocorreu na Escola Estadual Augusto Nascimento e Silva também afetou o Colégio Onofre Pires. “Em novembro de 2014 teve um princípio de incêndio na nossa escola em decorrência de um curto-circuito. Na época foram acionados o Corpo de Bombeiros e a Brigada Militar. Antes mesmo deste fato, já em 2012, a diretora que me antecedeu havia encaminhado pedido ao Estado para a substituição da rede. Nos últimos anos ocorreram pequenas melhorias com recursos da comunidade escolar. Em relação à obra pelo Estado foi feita licitação e definida uma empresa de Caxias do Sul, que será responsável pela substituição da rede. Neste momento, estamos neste momento aguardando o início da obra prevista para o mês de abril.”

Segundo a diretora, a situação da rede elétrica deixa em alerta todos professores e a direção. “Seguimos trabalhando pela educação apesar das dificuldades. No entanto nossa preocupação é permanente. Hoje nossa rede além de precária é obsoleta. Temos vários computadores e ela não suporta muitos equipamentos ligados de forma simultânea. Hoje, em dias de altas temperaturas, fica difícil ligar os climatizadores em sala de aula.  Inclusive comunicamos a situação para a 14ª Coordenaria Regional de Educação e o Ministério Público.”

Aneli Helena Cezimbra lembra que o Colégio Onofre Pires foi fundado em 1924 e passou a funcionar no prédio da rua Bento Gonçalves em 1938. “Nós estaremos comemorando no dia 13 de maio os 95 anos da mais antiga escola de Santo Ângelo que hoje conta com 1.100 alunos e mais os estudantes do EJA da Escola Estadual DR. Augusto Nascimento e Silva. Ficamos felizes em poder ajudar nossos colegas do outro educandário e ao mesmo tristes pela situação das nossas escolas da rede estadual. Gostaríamos que essa comemoração fosse numa situação melhor.”

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 21 maio, 2019

    Público presente na Rua de Lazer

    O tempo foi parceiro na realização da já tradicional Rua de Lazer, promovida pelo curso ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 20 maio, 2019

    URI comemora 27 anos de história

    A Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – URI, completa neste domingo, 19 ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 17 maio, 2019

    Corte no orçamento do IFFar Santo Ângelo é tema de Audiência Pública no Legislativo Municipal

    Na presença de docentes, estudantes e servidores do Instituto Federal Farroupilha (IFFar), uma Audiência Pública ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.