Carnaval de Santo Ângelo terá festa popular no dia 6 de fevereiro

Carnaval de Santo Ângelo terá festa popular
Lucas de Campos 16 dezembro, 2015 Fonte:

Em decorrência da crise econômica do país, do Estado e também do município, nesta edição do Carnaval de Rua 2016, a Liga Independente das Escolas de Samba juntamente com as escolas de samba decidiram pela inovação.

De acordo com o presidente da Liessa, Romaldo Melher, nesta edição não haverá o tradicional desfile com a disputa de pontuação entre as seis escolas de samba de Santo Ângelo.

Conforme ele trata-se de uma decisão unânime pela não realização do desfile no ano que vem. O motivo principal é o financeiro, onde os patrocinadores enfrentam problemas com a queda de receita, o que dificulta a captação de dinheiro para cobrir os custos do carnaval de rua.

Além de Santo Ângelo que está suspendendo o desfile das escolas de samba, outros municípios também já cancelaram a festa, como é o caso de Alegrete, Cruz Alta, Pelotas e Uruguaiana que ainda está analisando a possibilidade de não realizar o seu tradicional carnaval de rua em 2016.

Segundo Romaldo, não haverá o desfile, mas a festa do carnaval está confirmada. A proposta é para realizar uma grande noite na Av.Venâncio Aires dia 6 de fevereiro, reunindo todas as escolas de samba e também os clubes sociais da cidade.

Até a próxima terça-feira dia 22, as escolas de samba possuem o prazo para apresentar a Liessa as ideias do que poderá ser feito em fevereiro. Dia 6 de janeiro, informa o presidente da Liga, haverá o anuncio para a imprensa e comunidade o tipo de promoção e atrações programadas.

Romaldo Melher enfatizou que entre as ideias que já estão surgindo, está a de escolha da corte para o carnaval, a participação dos clubes sociais em uma festa popular e a contratação de um trio elétrico para animar os foliões.

Por fim o presidente da Liessa lembrou que o projeto de captação de recursos para o carnaval de rua foi aprovado através da Lei Rouanet somente no final de outubro. Conforme Romaldo, como o prazo é curto, a intenção é pedir ao governo federal uma prorrogação do projeto para o ano de 2017. 

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.