Blatter coloca cargo à disposição e convoca nova eleição na Fifa

NULL
Lucas de Campos 2 junho, 2015 Fonte:

Reeleito na última sexta-feira (29) como presidente da Fifa, Josefh Blatter anunciou nesta terça-feira (2) que está colocando seu cargo à disposição e a convocação de uma nova eleição para a escolha da direção da instituição. A decisão do cargo ocorre após a prisão de dirigentes da instituição envolvidos em um esquema de corrupção.Ainda não há uma data definida para a nova eleição, que deve ocorrer entre dezembro de 2015 e março de 2016. Em seu pronunciamento, Blatter disse que, apesar da eleição, não se sente com apoio suficiente para seguir no cargo. \’\’Embora os membros da Fifa tenham me reelegido presidente, não pareço estar sendo apoiado pelo mundo do futebol como Jogadores, e clubes. É por isso que eu vou convocar um congresso extraordinário e colocar minha função à disposição\’\’, declarou.O presidente da Fifa ainda disse que segue no comando da instituição até o novo pleito. \’\’Vou continuar a exercer minha função como presidente até um novo presidente ser escolhido. O próximo congresso demoraria muito. Esse procedimento será de acordo com os estatutos\’\’, destacou. Blatter no entanto não quer se afastar da Fifa. \’\’Agora estarei numa posição de focar em implementar ambiciosos protocolos de transparência e reformas para seguir o meu mandato\’\’, disse ele. Mesmo assim, o suíço ainda defendeu mudanças: \’\’Precisamos de limitação de mandatos, não apenas para o presidente, mas para o comitê executivo\”.Na última quarta-feira (27) autoridades suíças deflagraram uma operação para prender dirigentes da alta cúpula da Fifa. Entre eles estava o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin. Foram presos ainda: o presidente da Concacaf, Jeffrey Webb; os também integrantes da Concacaf, Eduardo Li e Costas Takkas; o presidente da federação de futebol da Nicaragua, Júlio Rocha; Eugenio Figueiredo, da Federação Uruguaia de Futebol; e Rafael Esquivel, da Federação Venezuelana.As prisões ocorreram em meio ao Congresso da Fifa que elegeria Blatter como presidente da instituição. Na votação ele venceu o pleito mas precisaria de um segundo turno, fato que não ocorreu pela renúncia de seu adversário Ali bin Al-Hussein. Mesmo com a eleição a pressão em cima de Blatter não diminuiu. Promessas de boicote, principalmente vindas da Uefa, levaram o mandatário a tomar esta atitude. O FBI e a Polícia dos Estodos Unidos, responsáveis por grande parte da investigação, seguem no caso e prometem mais desdobramentos nos próximos dias.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.