Atraso de verbas do governo prejudica educação

NULL
Lucas de Campos 9 setembro, 2015 Fonte:

Está atrasado o repasse do governo federal para o Programa Mais Educação. A informação é da secretária de Educação de Santo Ângelo, Rosa Maria de Souza.

No município, o atraso no repasse dos recursos prejudica o andamento do Programa Mais Educação em sete escolas da Rede Municipal de Ensino. O Mais Educação, desenvolvido pelo governo federal, oferece educação em tempo integral nas escolas da rede pública disponibilizando métodos de estudos, atividades pedagógicas, esporte, lazer, cultura, artes, inclusão digital, promoção da saúde, prevenção, educação científica e educação econômica em turno inverso ao das aulas.

O repasse para a realização dessas atividades é feito pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) através do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE). Esse aporte financeiro é encaminhado às escolas em duas parcelas ao ano.

Em 2014, o governo federal repassou apenas os valores referentes a primeira parcela. O cronograma previa o repasse da segunda parcela em dezembro, no entanto, isso aconteceu somente em junho de 2015.

Em Santo Ângelo, dois educandários ainda não receberam os valores referentes a dezembro de 2014: a Escola Professora Mathilde Ribas Martins, do bairro João da Jornada Fortes, e a Escola Sagrada Família, bairro Dido.

Em contato com o MEC, a Secretaria de Educação de Santo Ângelo foi informada que o governo federal não repassou os valores referentes a segunda parcela de 2014 em virtude das dificuldades financeiras. O MEC informou ainda que a verba será depositada, mas que não há prazo para a regularização do repasse.

Rosa destacou que as comunidades escolares lamentam a situação e aguardam ansiosas o retorno das atividades de esporte e lazer, arte, cultura, saúde e orientação de estudos, ofertados através do turno ampliado a crianças e adolescentes do Ensino Fundamental.

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.