Assembleia aprova PEC que libera venda de estatais sem plebiscito

Sepé Tiaraju 7 maio, 2019 Fonte: Correio do Povo

O placar foi quase idêntico à votação no primeiro turno, quando a base governista fez 40 votos. Desta vez, porém, o deputado Adolfo Brito (PP) não votou, pois está em licença médica.

Na mesma sessão, a redação final da PEC também foi aprovada. Isso permitirá ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Luis Augusto Lara (PTB), promulgar as alterações no Diário Oficial da Casa e, em seguida, o texto poderá sair no Diário Oficial do Estado, quando, aí sim, passará a valer.

Passadas esstas etapas, o governo deverá encaminhar os projetos para a venda de CEEE, CRM e Sulgás. De acordo com o líder do governo no Legislativo, Frederico Antunes (PP), os textos poderão ser enviados do Piratini ainda nesta semana.

O governador Eduardo Leite, que segundo o Piratini acompanhou a votação de seu gabinete, festejou o resultado. “É um passo determinante na nossa busca pelo ajuste fiscal do Estado”, afirmou, conforme nota.

Ele confirmou a celeridade que o processo de privatização das três estatais deverá ter. “Os projetos estão prontos, já foram amplamente debatidos, e chegou o momento de focarmos da etapa final das privatizações”, disse, destacando que as vendas possibilitarão investimentos no RS.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 21 maio, 2019

    Falta de quórum impede votações no plenário da Assembleia Legislativa do Estado

    Pela segunda semana seguida, não houve votações no plenário da Assembleia Legislativa. Nenhuma das matérias ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 20 maio, 2019

    Dívida do Estado do RS com saúde dos municípios será paga em 16 parcelas

    Em visita à sede da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 19 maio, 2019

    Lula está apaixonado e vai se casar

    O ex-ministro Luiz Carlos Bresser-Pereira afirmou no sábado, em uma publicação em suas redes sociais, ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.