AMM já pensa num plano B caso percam recursos da ponte internacional

Sepé Tiaraju 16 outubro, 2018 Fonte: A Tribuna

Com a possibilidade mais iminente da perda de recursos da ponte internacional de Porto Xavier, lideranças da região realizam, nesta terça-feira, 16, várias audiências em Brasília para tentar reverter esse processo. A comitiva conta com a participação do presidente da AMM e prefeito de Rolador, Paulo Peixoto, os prefeitos de São Nicolau, Ricardo Klein, de Porto Xavier, Vilmar Kaiser, de Entre-Ijuís, Brasil Sartori, do coordenador da Comissão Regional Pró-Ponte Porto Xavier/San Javier, Ovídio Kaiser, e do ex-secretário executivo do Detur Missões, Marcos Mattos.

O presidente da AMM explica que serão mantidas reuniões com o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun, no Itamaraty com o embaixador Paulo Estivallete de Mesquita (secretário Geral para América Latina e Caribe), assim como no Ministério dos Transportes, no DNIT e com os deputados federais, Luiz Carlos Heinze, Márcio Biolchi, Darcísio Perondi, Giovani Cherini e Jerônimo Goergen.

A ideia da comitiva é mobilizar todas as lideranças para garantir a manutenção dos recursos ao projeto da ponte internacional. Na semana passada, o DNIT já tinha aprovado o anteprojeto da ponte, restando apenas a reunião com a comissão binacional para dessa forma viabilizar a licitação da obra.

Marcos Mattos, por sua vez, explica que o deputado federal Giovani Cherini afirmou que até o momento não há nenhum indicativo técnico que impeça a obra da ponte e muito menos alguma orientação do DNIT para o remanejamento dos recursos.

“Sabemos que os prazos são curtos, pois a licitação leva em torno de 60 dias. Se nessa semana não acontecer essa reunião teremos que optar por um plano B. A reunião da comissão binacional não precisa ser física, podendo ser através de videoconferência. Caso não ocorra essa reunião, vamos sugerir à bancada gaúcha que seja feita uma emenda impositiva que garanta o mesmo volume de recursos para o orçamento de 2019 para o projeto da ponte internacional. Reconhecemos que há uma grande pressão de parlamentares para que estes recursos sejam destinados à pavimentação de BRs no Estado. Caso haja esse remanejamento apenas a BR 116, na Zona Sul do Estado, poderá ser contemplada, pois é o único projeto que estava previsto no orçamento da bancada gaúcha. Para essa transferência bastará um rubrica alterando o valor. Vamos tentar achar uma solução para esse impasse”, finaliza Mattos.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 14 dezembro, 2018

    Nilson Nobre Bueno relata os 32 anos acompanhando os atendimentos de João de Deus

    Em entrevista ao programa Aldeia Global, o coronel da reserva da Brigada Militar, Nilson Nobre ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    RGE trocou 272 postes em Guarani das Missões de janeiro a setembro

    A Rio Grande Energia (RGE) concluiu importantes obras na rede elétrica de Guarani das Missões ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    Inovação é a aposta do Estado para dobrar o PIB em dez anos

    Dobrar a taxa de crescimento do PIB gaúcho em dez anos (2018/2028), apostando na inovação ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.