Altas temperaturas deixa em alerta Vigilância Ambiental contra o Aedes aegypit

Sepé Tiaraju 20 outubro, 2018 Fonte: A Tribuna

A sequência de chuvas e o aumento das temperaturas neste período deixam em alerta as equipes da Vigilância Ambiental de Saúde de Santo Ângelo. Profissionais estão fazendo a supervisão dos Levantamento de Índice Rápido para o Aedes (LIRAa) na região. A informação é do coordenador da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde, Elson Rezende.

De acordo com Rezende, agentes da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) estão em cidades como Mato Queimado, Caibaté, Salvador das Missões e São Pedro do Butiá e na próxima semana atuam em São Miguel das Missões, São Luiz Gonzaga e Bossoroca. “Os municípios com até 2 mil imóveis realizam o Levantamento  de Índice Amostral (LIA), enquanto as cidades com número acima disso efetuam o LIRAa. Nossa previsão é de que esse trabalho será concluído até o dia 15 de novembro quando divulgaremos um diagnóstico da nossa região.”

O responsável conta que índices até 1% é de baixo risco; de 1 a 3.9, a situação é de alerta; e acima de 3.9, alto risco para dengue, zika e febre chikungunya. Rezende lembra que o último levantamento de infestação tinha sido realizado no mês de agosto. “As atualizações de dados estarão sendo repassadas à Secretaria Estadual de Saúde e no sistema de informações do site do Ministério da Saúde.”

SURTO

Elson Rezende lembra que em 2015 ocorreu o último surto de dengue na região nos municípios de Caibaté e Santo Ângelo. O coordenador lembra do caso da morte de uma mulher por dengue em Santo Ângelo e dos vários casos em Caibaté. “Estamos atentos para evitar novos surtos. Nos meses de setembro e outubro começa a elevação das temperaturas, ou seja, o clima propício para a proliferação do mosquitos Aedes aegypti. Enquanto o pico de incidência do mosquito é no mês de fevereiro.”

A 12ª CRS conta hoje com cinco profissionais atuando na supervisão dos municípios da região.

SANTO ÂNGELO

Em Santo Ângelo, a coordenadora da Vigilância Ambiental do município, Selenir Arruda, conta que a partir do dia 21 de outubro começa o novo Levantamento de Índice Rápido para o Aedes (LIRAa) local. “Temos um trabalho permanente que passa a ser intensificado neste período. Para isso, contamos com a atuação de 24 agentes em diferentes pontos da cidade no combate aos focos do mosquito. O resultado desse levantamento será divulgado na semana posterior.”

Selenir recorda que o último LIRAa na cidade apontou um índice de 0,50% – um número considerado de baixo risco. “Nos últimos tempos avançou bastante a questão da conscientização das pessoas em relação aos cuidados para evitar criadouros no mosquito. No entanto temos ainda como desafios os terrenos baldios onde há acúmulo de lixo. A Vigilância Ambiental também tem fiscalizado pontos estratégicos como cemitérios, borracharias e ferros velhos. Esse trabalho permanente de fiscalização tem sido reconhecido, inclusive elogiado por integrantes da Secretaria Estadual de Saúde que esteve em Santo Ângelo”, finaliza.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    RGE trocou 272 postes em Guarani das Missões de janeiro a setembro

    A Rio Grande Energia (RGE) concluiu importantes obras na rede elétrica de Guarani das Missões ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    Homem morre eletrocutado em Coronel Bicaco

    Um homem morreu eletrocutado, por volta das 15, de quarta-feira, 12,  em uma rede de ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 13 dezembro, 2018

    Mulheres realizam manifesto em São Nicolau contra o feminicídio

    Mais de 100 pessoas com cartazes fizeram caminhada contra o feminicídio em São Nicolau. O ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.