Aeroporto de Santo Ângelo receberá investimentos de mais de R$ 73 milhões

Recursos estão previsto no Programa de Aviação Regional, desenvolvido pela SAC
Lucas de Campos 29 julho, 2015 Fonte:

Em reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Santo Ângelo (CDES/SA) – o Conselhão –, realizada nesta terça-feira, 28, no auditório da Vonpar, o prefeito Valdir Andres apresentou o projeto que prevê investimentos na ordem de R$ 73,6 milhões através do Programa de Aviação Regional, desenvolvido pela Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC).

Os trabalhos foram conduzidos pelo coordenador do Conselhão, o empresário Lauri Muller. A reunião contou ainda com a participação do prefeito de Entre-Ijuís, Paulo Meneghini.

De acordo com o prefeito Andres, o projeto está em fase adiantada, aguardando apenas a liberação da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) para a elaboração dos editais de licitação das obras. Além disso, Andres destacou que o ministro da SAC, Eliseu Padilha, confirmou ao prefeito o repasse dos recursos durante o Fórum dos Grandes Debates, promovido pela Assembleia Legislativa em Porto Alegre, no início de julho.

Através do Programa de Aviação Regional, a SAC investirá R$ 7,3 bilhões na melhoria da infraestrutura de 270 aeroportos regionais em todo o país. Desse total, 15 aeroportos estão localizados no Rio Grande do Sul e um deles é o Aeroporto Regional de Santo Ângelo.

No Estado, o investimento será de R$ 310 milhões. Ainda segundo o prefeito Andres, o Aeroporto de Santo Ângelo receberá o maior investimento do interior do Estado, sendo que o repasse maior em todo o território gaúcho será no Aeroporto Salgado Filho de Porto Alegre.

Sobre as atuais obras do Aeroporto de Santo Ângelo, Andres esclareceu que os trabalhos devem ser reiniciados em breve. Além disso, o prefeito de Santo Ângelo ressaltou que o governo do Estado confirmou o repasse de R$ 1 milhão para o reinício dos serviços.

 

O PROJETO

Através do Programa de Aviação Regional, está prevista para o Aeroporto de Santo Ângelo a construção de um novo terminal de passageiros climatizado e mobiliado com 1.210 metros quadrados, pátio de estacionamento de aeronaves com 25.636 metros quadrados e pista com 1.670 metros de extensão por 30 metros de largura, instalação de um centro de controle e ampliação e reforma da seção anti-incêndio com 412 metros quadrados de área.

Após as reformas o Aeroporto de Santo Ângelo será da categoria 3C, o que possibilitará os pousos e decolagens de aeronaves com capacidade para 134 passageiros.

O Aeroporto de Santo Ângelo será o maior da região. Também com previsão de investimentos do Programa de Aviação Regional os aeroportos de Santa Rosa e São Borja serão da categoria 2C, que possibilita os pousos e decolagens de aeronaves com capacidade para até 46 passageiros.

 

ENCAMINHAMENTOS

Ainda durante a reunião do Conselhão, ficou definido que o presidente da Acisa, Carlos Ely Merljak Júnior e o empresário Carlos Alberto Pippi acompanharão junto com a Administração de Santo Ângelo o andamento do projeto da SAC. Além disso, Pippi e Carlos Ely ficaram responsáveis por apresentar uma proposta de parceria público-privada para a gestão do Aeroporto de Santo Ângelo.

A próxima reunião do Conselhão ficou agendada para 24 de agosto no Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR).

© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.