Ações de improbidade não têm foro especial no STF, decidem ministros

O ministro Luís Roberto Barroso disse que o foro especial para infrações penais não é extensível a atos de improbidade administrativa, que têm natureza civil (Carlos Moura/SCO/STF)
Sepé Tiaraju 12 maio, 2018 Fonte: Agência Brasil

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) entendeu, por 9 a 1, que não cabe à Corte julgar ações de improbidade administrativa contra ministros de Estado ou qualquer outra autoridade que não seja o presidente da República.

Com a decisão, foi mantida uma decisão liminar (provisória) do ministro Ayres Britto, já aposentado, que enviou para a primeira instância, em 2007, uma ação de improbidade administrativa contra o atual ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, que fora aberta há 14 anos, em 2004. Padilha teria cometido um ato de improbidade quando era ministro dos Transportes do governo de Fernando Henrique Cardoso.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 14 agosto, 2018

    Campanha de vacinação contra sarampo e pólio ainda tem baixa cobertura

    Depois de quase dez dias do início da campanha de vacinação, 84% das crianças ainda ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 14 agosto, 2018

    Mujica renuncia ao cargo de senador

    O ex-presidente do Uruguai José Mujica, de 83 anos, renunciou nesta terça-feira (14), mediante uma ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 14 agosto, 2018

    Mais de R$ 6 bilhões de lucro do FGTS serão rateados com trabalhadores

    Os investimentos feitos com recursos do FGTS resultaram em um lucro de R$ 12,46 bilhões ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.