Acadêmicas de Pedagogia da CNEC realizam pesquisa sobre educação de surdos no exterior

As acadêmicas do 5º semestre do curso de Pedagogia da CNEC Santo Ângelo - Foto: Cnec Santo Ângelo
Sepé Tiaraju 11 abril, 2018 Fonte: CNEC Santo Ângelo

As acadêmicas do 5º semestre do curso de Pedagogia da CNEC Santo Ângelo
realizaram importante Seminário de Estudos sobre Educação de Surdos, onde incluiu pesquisa
bibliográfica com três países: Alemanha, Suécia e Venezuela. O trabalho de pesquisa esteve sob
a coordenação da professora Roseléia Schneider.
Para as acadêmicas que realizaram a pesquisa “a contratação dos intérpretes em
escolas regulares é importante e no Ensino Médio, por exemplo. Mas em Ensino Infantil e
Fundamental, é preciso introduzir Libras, investir na pedagogia visual, nos materiais didáticos
próprios para eles”.
Uma das cidades pesquisadas foi Verden Norte, na comunidade Schofwinkel, na
Alemanha, onde foi realizada uma entrevista com as professoras e diretoras da Instituição
Tragende, além de 36 professores e 46 alunos surdos. A mentora Frau Keller e o Pedagogo
Klaus Kind explicaram todo o trabalho que lá é realizado. A pesquisa foi realizada com esses
profissionais através de uma brasileira que reside na cidade de Verden Norte, onde as
acadêmicas conseguiram entrevista por e-mail e fotos das escolas de surdos.
De acordo com a professora Roseléia Schneider, “existem propostas voltadas para
educação de pessoas surdas, o bilinguismo é uma delas. Apesar de não haver um levantamento
exaustivo sobre o desempenho escolar de pessoas surdas brasileiras, os profissionais e a
sociedade reconhecem as defasagens escolares que impedem o adulto surdo de ter acesso à
educação. É preciso que as pessoas se mobilizem para aprender a dominar Libras. Se fosse
uma preocupação de todos desde a infância, a inclusão no mercado de trabalho deixaria de ser
um obstáculo,” explica.
A disciplina de Libras só existe nas Licenciaturas nos cursos de Pedagogia e de
Fonoaudiologia, segundo o decreto nº 5626, de 2005. “Mesmo nesses casos, é necessário uma
maior formação. Deveria existir uma formação desde a escola de Educação Básica e em todas
as graduações”, acrescenta a professora Roseléia Schneider.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 18 fevereiro, 2019

    Briga no Presídio Estadual de Três Passos deixa oito feridos

    Agentes da Superintendência dos Serviços Penitenciários (SUSEPE) e do Pelotão de Operações Especiais (POE), interromperam ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 17 fevereiro, 2019

    Treze detentos fogem de presídio de Erechim

    Treze detentos fugiram, na madrugada deste domingo, do presídio estadual de Erechim, no Norte do ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 16 fevereiro, 2019

    PF apreende mais de uma tonelada e meia de maconha no Paraná

    Quase 1.600 quilos de maconha foram apreendidos hoje (16) pela Polícia Federal (PF) durante uma ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.