A arte de declamar o Rio Grande

Sepé Tiaraju 20 setembro, 2018 Fonte: A Tribuna

O CTG Os Legalistas tem dado a atenção a uma importante modalidade artística do tradicionalismo gaúcho, a declamação. O patrão Edson Freitas conta que a entidade conta com um grupo de crianças e jovens que desenvolve treinamento para aperfeiçoar a técnica da declamação, visando participação em concursos e rodeios em diferentes regiões do Estado. “Têm jovens que declamam há mais de oito anos pelo CTG Os Legalistas”.

Luana de Moura, 2ª prenda da 3ª Região Tradicionalista, é uma das jovens que participa ativamente do grupo. Ela conta que na sede da entidade não são desenvolvidas oficinas, mas sim treinamento com ajuda mútua entre as pessoas. Ela explica que existem técnicas e que a declamação é avaliada em diferentes aspectos. “A declamação  é avaliada em quatro quesitos: fundamentos de voz (dicção, entonação e inflexão); expressão (gestos, facial, postura cênica); interpretação da mensagem; e fidelidade de texto”.

Quem também participa do grupo de declamações é Júlia Castanho de Freitas.  A prenda explica que a declamação, ao contrário de outras modalidades, exige mais da pessoa por trabalhar o aspecto individual, a personalidade. “A maioria dos jovens e crianças quando entram em um CTG,  a primeira modalidade que aderem é a dança. Geralmente quem entra na declamação está a mais tempo participando das atividades culturais da entidade tradicionalista”.

Já a prenda Júlia Tolfo salienta que a declamação engloba diferentes tipos de poesias e isso aumenta o desafio de quem faz a intepretação do texto. “A boa declamação é aquela na qual o declamador consegue interpretar e transmitir de forma clara e precisa a mensagem dentro do estilo do texto que foi elaborado pelo autor”.

GRUPO

O grupo conta hoje com cerca de 15 integrantes, dentre eles a 3ª Prenda Dente de Leite, Maria Luisa Rossini; a 1ª Prenda Mirim do CTG, Amanda Pereira dos Santos, a 1ª Prenda Dente de Leite do CTG, Millena Pereira dos Santos, a 2ª Prenda da 3ª RT, Luana de Moura, assim como as prendas Júlia Castanho de Freitas, Julia Tolfo, a 2ª Prenda Mirim, Amanda Teixeira, e oguri Luiz Henrique, entre outros.

Notícias Relacionadas

  • Sepé Tiaraju 21 outubro, 2018

    Veículo colide em parada de ônibus e árvore na ERS 155

    Um acidente ocorrido na manhã deste domingo (21), na  ERS 155, em Santo Augusto, deixou ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 21 outubro, 2018

    Agricultor morre em acidente com trator no interior de Panambi

    No final da tarde de sábado, o agricultor Nelson Lursen, de 75 anos, trabalhava sozinho ...

    Leia mais >
  • Sepé Tiaraju 21 outubro, 2018

    Alíquota de contribuição do IPE Saúde vai diminuir para 79 prefeituras

    O presidente do IPE Saúde, João Gabbardo, convidou 79 prefeitos para assinar, na próxima quarta-feira ...

    Leia mais >
© Copyright 2017, Todos os direitos reservados.